Encontrar um profissional de saúde
Está à procura de cobertura de seguro?
Veja como pode encontrar o seu prestador de cuidados de saúde com a MSH
Já é membro?
Inicie sessão para encontrar o seu prestador de cuidados de saúde
Comercial
Serviço de gestão
Equipa comercial para particulares
Das 9h às 18h (CET)
Contactar-nos por e-mail
Equipa comercial para empresas
Das 9h às 18h (CET)
Contactar-nos por e-mail
Acesso rápido
Sistema de saúde
Seguro de saúde na Colômbia
Descubra como funciona o sistema na Colômbia
O esquema de Segurança Social Geral da Colômbia (Sistema General de Seguridad Social en Salud, SGSSS) dá cobertura de saúde universal a toda a população colombiana e acesso a cuidados de saúde básicos de qualidade através de apólices justas. A eficiência e a qualidade dos serviços são as principais prioridades: O esquema pretende melhorar as condições de saúde ao atribuir recursos a cuidados de saúde primários e à prevenção em áreas rurais e pobres e ao garantir que todos os serviços de saúde cumprem os melhores padrões possíveis dependendo dos recursos disponíveis.

Os cidadãos estrangeiros podem subscrever seguros de saúde com a EPS, uma organização privada supervisionada pelo estado colombiano. Tal como um plano de seguro de saúde francês, permite reembolsos de cuidados médicos na Colômbia. Outra opção é a “Medicina Prepagada”, um sistema de seguro de saúde privado de alta qualidade alternativo. As apólices baseiam-se na idade e em doenças pré-existentes à data de subscrição.
Consultar um médico na Colômbia
Os médicos na Colômbia são altamente qualificados e a maioria teve formação no estrangeiro. A maior parte trabalha nas maiores cidades do país e o custo é, de um modo geral, acessível.
No entanto, a qualidade dos serviços médicos pode variar consoante o local. Os cidadãos não colombianos devem ir sempre a um médico de clínica geral ou um médico de especialidade num centro privado porque é lá que trabalham os médicos altamente qualificados.

Muitos estrangeiros vão à Colômbia para beneficiar dos cuidados médicos eficientes do país. Mas a qualidade tem um preço: uma consulta para um médico de renome no setor privado custará muito mais do que no público.
Ser internado num hospital na Colômbia
Hospitais públicos
Os hospitais públicos prestam serviços de urgência, mas estão sempre sobrelotados. Os padrões são elevados em cidades grandes, mas os hospitais em zonas rurais nem sempre conseguem cumprir os requisitos sanitários mínimos. O custo dos cuidados médicos em hospitais públicos é razoável e é, de um modo geral, coberto pelo sistema de segurança social colombiano.

Hospitais privados
Os centros privados prestam um serviço melhor e são, de um modo geral, recomendados para expatriados ou viajantes na Colômbia. De um modo geral, são necessários adiantamentos de dinheiro por serviços médicos, mas são acessíveis.

Em caso de emergência: marque 123
Comprar medicação na Colômbia
Existem muitas farmácias na Colômbia e, em cidades grandes como Bogotá ou Medellín, algumas estão abertas 24 horas por dia, 7 dias por semana.
O custo da medicação é mais baixo do que noutros países desenvolvidos, embora determinados medicamentos estejam restritos e os antibióticos nem sempre sejam fáceis de encontrar. Confirme se a sua medicação está disponível antes de ir para lá ou informe-se onde poderá encontrar um medicamento equivalente.
Obtenha o seu seguro de saúde para Colômbia
A MSH pode ajudá-lo a delinear o melhor plano de seguro de saúde internacional que se adequa às suas necessidades.

Vai estar fora durante menos de um ano?
Temos o plano de seguro de saúde certo para o proteger de 1 a 12 meses, seja para um projeto pessoal, estágio, visto de férias e trabalho ou qualquer outra razão.

Vai esta fora um ano ou mais?
Explore as nossas soluções de seguros de doença completas e altamente flexíveis para o proteger a si e à sua família enquanto estiver fora.
Factos importantes
Nome oficial
República da Colômbia
Principais cidades
Medellín, Cali e Barranquilla
Capital
Bogotá
Governo
República presidencialista unitária
Línguas comuns
Guahibo, Guambiano, Arhuaco, Inga e Tucano
Histórias de clientes
História: despertei para a MSH

Rachel vive no Togo e está com a MSH desde 2002. Após uma cirurgia de rotina, ficou em coma durante 2 meses. A sua hospitalização custou mais de 200 000 euros - mas foi tudo coberto pela MSH, sem que ela tivesse de tratar de nada. Graças à reatividade da equipa e à forma simples como lidou com a situação, a família de Rachel pôde evitar mais problemas - tal como Rachel quando acordou.
História: estavam presentes para ajudar o meu bebé

Laure e Robert mudaram para Singapura em 2014 em trabalho - mas acabaram por formar uma família lá também! Ela disse à MSH que estava grávida e ficou maravilhada com todo o apoio que recebeu. Primeiro, recebeu um guia prático sobre gravidez (o que fazer em cada fase, exames médicos, etc.) e, depois, um membro da equipa contactou-a para lhe explicar pessoalmente todas as garantias e aconselhá-la sobre o melhor local para o parto. No dia em que a filha dela nasceu, recebeu um presente com um gráfico de crescimento e um brinquedo para bebé, juntamente com os votos de felicidades da parte da MSH. E agora, está o segundo a caminho...
História: a minha segunda opinião

Petra estava preocupada com a cirurgia que tinha de fazer depois de um acidente em casa. Antes de tomar a sua decisão, quis uma segunda opinião. Graças ao seu seguro de saúde privado, que incluía a garantia de Segunda Opinião Médica, rapidamente foi à consulta de outro médico e obteve todas as respostas às suas perguntas. O segundo médico concordou com o facto de a cirurgia ser necessária e Petra foi para o hospital confortada e confiante.
Descubra as suas histórias
Visto de férias e trabalho
Informações essenciais
Duração: 12 meses, não renovável
Custo: Grátis + 60 euros de taxa de entrada à chegada à Colômbia
Tempo de entrega: cerca de 3 meses depois da entrevista na Embaixada da Colômbia
Requisitos do pedido
Os requisitos do pedido são muito semelhantes para todas as nacionalidades, porém, algumas têm de entregar mais documentos.

Para pedir um visto para a Colômbia, deve:
- Ter entre 18 e 30 anos, inclusive
- Não ter dependentes
- Ter um passaporte válido
- Ter um comprovativo de poupanças adequadas para viver na Colômbia
- Ter um registo criminal sem incidências
- Ter uma declaração médica atestando que está de boa saúde
- Ter um seguro de saúde internacional para cobrir a duração da sua estadia
- Nunca ter tido um visto de férias e trabalho na Colômbia (1.ª participação)
- Ter os fundos necessários para comprar um bilhete de regresso
Como obter o seu visto
Se for de nacionalidade francesa e fizer o pedido em francês:
O primeiro passo para obter um visto para a Colômbia é registar-se no website da Embaixada e fornecer todos os documentos necessários: passaporte, extratos bancários, registo criminal, declaração médica, certificado de seguro e bilhete de regresso.

Depois disso, pode fazer uma marcação na Embaixada colombiana, especificando os seus dados pessoais, o número do seu passaporte, o tipo de visto que pretende e o seu "número de solicitud" - o número de referência que lhe foi atribuído durante a primeira fase.

Depois, a Embaixada enviar-lhe-á várias alternativas de datas para entrevista para avaliar as suas razões para querer ir viver para a Colômbia.

Outras nacionalidades:
Consulte o website oficial para verificar se a sua nacionalidade é elegível para um visto com permissão para trabalhar nas férias na Colômbia:
https://tramitesmre.cancilleria.gov.co/tramites/enlinea/solicitarVisa.xhtml
Mantenha-se protegido
A melhor solução de seguro de saúde para o seu período de férias e trabalho é o Start'Expat, o nosso pacote pronto a usar para cobertura internacional de 1 a 12 meses.
Descarregue as nossas brochuras
Encontre o plano certo para si em apenas uns cliques
Quer saber mais?
Encontre o plano certo para si em apenas uns cliques
Contacte a nossa equipa de especialistas
Estamos aqui para o ajudar na sua língua 24 horas por dia, 7 dias por semana